понедельник, 15 февраля 2016 г.

É possível stalinizar o neoliberalismo de Putin?

Em quiosques de Moscou, apareceram os calendários de 2016 "Stalin. A vitória será nossa!", abarcando os acontecimentos heróicos do período 1938-1945.

Há apenas uns 5 anos atrás, os "stalindários" eram extremamente marginais e agora estão na moda!

De forma que, agora, é muito simples imaginar um calendário com Stalin, decorando os escritórios de algum banco ocidental em Moscou, cujos agentes de cobrança costumam ameaçar seus devedores com a possibilidade de queimar seus filhos em caso de não pagamento das dívidas. Voltam as formas soviéticas, mas o conteúdo é totalmente diferente.

As imagens de Stalin vão ser penduradas ao lado dos ícones do czar Nikolai II (o Sanguinário). É muito possível que outras vizinhas do "Stalin" sejam algumas mulheres seminuas do estilo de pin-up. 

Que turma é essa!?

Uma eclética em lugar de uma síntese! Isso é para animar a plebe nos tempos de caída do nível de consumo. Isso é o último recurso do grupo governante. "O último refúgio dos canalhas".

1 комментарий:

  1. Ainda me lembro quando um amigo me mostrava uma rua cheia de clubes noturnos em São Petersburgo. Um clube me chamou muita atenção, se chamava CCCP, pensei que fosse voltado para a cultura comunista, que tocassem músicas comunistas, mas tocava músicas ocidentais (é verdade, havia um karaoke onde podia-se cantar músicas comunistas), mas o mais bizarro foi quando uma garota na vitrine dançava nua em frente a um busto de Lenin e Stalin. Bizarro! Certamente os líderes proletários não aprovariam!
    Me pergunto qual o sentido desse espetáculo baixo!

    ОтветитьУдалить